CONHEÇA MAIS NOS MENUS ACIMA

SIGA TAMBÉM NO FACEBOOK

Coisas são e você é...

______________________________________________

Um ábaco é um antigo instrumento de cálculo, uma moldura com bastões ou arames paralelos no sentido vertical, nos quais estão os elementos de contagem. Originado há mais de 5500 anos, talvez seja um aperfeiçoamento do ato de contar nos dedos e, até hoje, ainda é usado para ensinar crianças a somar e subtrair. Em 1946 foi realizado um teste entre um ábaco e uma máquina de calcular eletrônica e o vencedor... pasmem... foi o ábaco!

Mas será que ele é mesmo um instrumento de cálculo? Apesar de constar em todos os dicionários, dos modelos disponíveis e ainda usados em alguns países, para mim ele é apenas um objeto decorativo que eu, hoje, não trocaria pela calculadora do meu celular, simplesmente por não saber operá-lo! Então talvez, apesar de ter sido levado a crer que o fosse, ele não seja essencialmente uma calculadora. Ele talvez seja apenas um objeto com moldura, arames e contas!  Ele apenas é esse objeto e qualquer coisa com a qual queiramos defini-lo já será um conceito que dependerá de quem o esteja olhando! E assim objetos e coisas são, apenas.

E quanto a mim e a você, será que somos mesmo aquela pessoa que os parentes acham que conhecem bem, aquela pessoa que de quem os amigos gostam, aquela que alguns criticam ou mesmo aquela que pensamos ser? Quem é realmente a pessoa que nos olha de volta quando nos vemos no espelho?  Quem é aquela estranha que aparece na foto que alguém tirou de nós? Talvez estejamos, como o ábaco, pensando ser o que fomos levados a pensar que fossemos e desconhecendo o que somos em nossa essência? Sim, é bem possível!

Porque muitas vezes somos surpreendidos por atitudes que não esperávamos de nós mesmos, por dizermos ou pensarmos coisas que não faremos ou por nos pegarmos fazendo coisas que jamais diríamos! E por muito e muito tempo, como o ábaco, seguimos acreditando nos conceitos que outras pessoas fizeram a nosso respeito sem saber que, em essência, somos apenas aquilo em que estamos nos tornando a cada dia. Sim, porque ao contrário dos objetos e das coisas, nós humanos não nascemos prontos! E vamos nos fazendo a cada dia, a cada minuto, a cada segundo, a cada pensamento, a cada fala, a cada gesto, a cada olhar, a cada ação e, principalmente, a cada reação. E assim como não voltaremos a ser aquele que fomos ontem, também ainda não sabemos quem seremos amanhã.

Então a maior aventura e a melhor viagem talvez não estejam em outro país, a uma longa distância, numa outra cidade, no meio de muita gente e tampouco naquele recanto solitário. Talvez já estejamos embarcados nela e nem tenhamos percebido!

Viver se descobrindo, se conhecendo e se reconhecendo, aprendendo a ser o que se é e se apoderando, enfim, de sua essência. Que melhor pessoa para se conhecer?


Quer embarcar nessa viagem? Que tal começar por com um processo de Coaching?